zerodiario

As "sugestões" do Instagram

Eu costumava gostar bastante do Instagram. Você postava uma foto bonitinha com um filtro bacana e com o uso certo de hashtags, dava para conseguir um engajamento legal. Você então, podia acompanhar quem quisesse e formar uma pequena bolha de um conteúdo que você se importa. Aí veio o sucesso do TikTok e como sempre, o Facebook revê todo o algoritmo para fazer o usuário não sair da rede social e ir para outro concorrente. E aí, tudo se estraga.

Começaram então a focar mais em vídeos curtos do que em fotos, prejudicando milhões de pessoas que estão ali só para postar uma divulgando seu próprio trabalho. Ninguém ali quer fazer obrigatoriamente dancinhas, trends inúteis e/ou vídeos forçados sem um pingo de carisma para ver seu conteúdo minimamente entregue para os seguidores sem ter que investir um dinheirinho suado. Assim como muita gente não quer produzir esse tipo de mídia, eu também não quero ver sugestões de vídeo com os quais eu não me importo e não pedi.

Ok Instagram, eu gosto de ver fotos casas bonitas. Mas nem por isso, quero que você me recomende vídeos de reforma. Bacana o novo iPhone 13, mas Instagram, não precisa me mostrar algo do gênero “dica para tirar uma foto incrível com a nova lente do seu iPhone”. Eu não tenho um. Eu não preciso saber disso.

O mesmo acontece com fotos. Na aba do explorar, na maioria das vezes está dentro da normalidade. Casas bonitas, conteúdo literário, algo de design em geral. Coisas que eu gosto de acompanhar. Mas recentemente, começaram a pipocar recomendações de celebridades (que eu não me importo), supostas celebridades da internet e/ou reality shows (com as quais eu me importo menos ainda), conteúdo de futebol (que eu nunca acompanhei), conteúdo “humorístico” (vídeos frequentemente enviados via WhatsApp, quase sempre extremamente problemático de alguma forma) e recomendações de fotos de pessoas relativamente bonitas que eu nunca vi na vida e nem deveriam estar aparecendo para mim. Eu realmente gostaria de entender porquê o Instagram acha que eu realmente vou engajar nesse tipo de conteúdo. Sempre que aparece algo que foge da curva, aperto a imagem e peço para mostrar menos daquilo. É ligeiramente eficaz, pelo menos.

Mas um outro ponto dentro dessas sugestões do Instagram, que mais me irrita, é a recomendação de pessoas. Por qual motivo eu deveria seguir, por exemplo, uma conta de salgados congelados caseiros, de outro estado, só porque é seguido por uma pessoa que sigo? Porque deveria seguir celebridades que nunca ouvi falar ou novas contas criadas de gente que eu não faço a mínima ideia de quem são? É ridículo. Quase todo dia eu vou apagando as sugestões que aparecem. E sei que isso vai ser eterno.

Ainda vai chegar o dia que eu vou apagar minha conta. Ela já é privada, de qualquer forma. Minha última postagem foi em fevereiro. Stories são postados bem esporadicamente, nada que seja muito importante ou relevante. Converso com quase ninguém ali, a não ser para enviar algo e ter uma micro conversa paralela a outro aplicativo de mensagem. O que ainda me segura por lá? O algoritmo que eu “gosto” ou outra coisa que não consigo identificar? Alguma sugestão? Agora uma que eu realmente quero?

Texto originalmente publicado no write.as

#falandosozinho #amenidades

- 2 toasts